A História dos Geossintéticos

Histórico e Evolução dos Geossintéticos

A utilização de materiais para melhorar a qualidade dos solos é prática comum desde alguns milênios antes de Cristo. Estivas de junco, solo misturado com palha, bambus, etc., em geral materiais vegetais constituídos de fibras resistentes, foram empregados nos Ziggurats, na Grande Muralha da China e em várias obras do Império Romano.

Construção de Estradas RomanasConstrução de Estradas Romanas.

Solo misturado com palhaSolo misturado com palha.

Telhado de JuncoTelhado de Junco

Após a Segunda Grande Guerra, com o desenvolvimento da indústria petroquímica e a consequente disseminação dos produtos plásticos, iniciou-se a “Era dos Geossintéticos”. As primeiras utilizações de geotêxteis como elemento filtrante foram em obras costeiras nos Países Baixos e nos EUA.

Alguns anos depois, uma gama fantástica de produtos similares e/ou correlatos vem sendo desenvolvida e tem ajudado a Engenharia Civil a se modernizar, no sentido de melhoria da qualidade, aumento da vida útil da obra, melhor trabalhabilidade, maior rapidez e menores custos.

Início 1º Polo Petroquímico do BrasilInício 1º Polo Petroquímico do Brasil

Campo de Petróleo na Segunda Guerra - RomêniaCampo de Petróleo na Segunda Guerra – Romênia

Disseminação do PlásticoDisseminação do Plástico

Apresentamos, a seguir, um resumo da evolução mundial dos Geossintéticos na era moderna, agrupado por décadas:

Anos 50

Aplicações de Geotêxteis como elementos de filtro para proteção anti-erosiva em obras hidráulicas em alguns países.

Aplicação de Geotêxtil não tecido como filtro de proteçãoAplicação de Geotêxtil não tecido como filtro de proteção

Anos 60

Aplicação de geotêxteis como elemento separador e de reforço entre materiais com características mecânicas e físicas diferentes, principalmente em obras viárias. Fato importante nesta década foi o início da utilização dos geotêxteis nãotecidos na Europa.

Geotêxtil como elemento separador e de reforçoGeotêxtil como elemento separador e de reforço

Aplicação de Geotêxtil em conjunto com GeocélulasAplicação de Geotêxtil em conjunto com Geocélulas

Anos 70

Aplicações em reforço de grandes aterros e barragens, utilização em camadas múltiplas em taludes e muros de contenção, introdução como elemento prolongador da vida útil de recapeamentos asfálticos e superestruturas ferroviárias.

Aplicação em muros de contençãoAplicação em muros de contenção

Anos 80

Utilização dos Geossintéticos na recuperação de áreas poluídas e na construção de obras de contenção e proteção ambiental;

Drenagem Vertical - Proteção Meio AmbienteDrenagem Vertical – Proteção Meio Ambiente

Aplicação de Geomembrana – Proteção AmbientalAplicação de Geomembrana – Proteção Ambiental

1982 tivemos a “II Internacional Conference on Geotextiles” nos EUA;
1983 a criação da IGS, então denominada “International Society on Geotextiles”; 1986 a “III International Conference on Geotextiles”, na Áustria.

Anos 90

O impulso gerado pelos estudos teóricos apresentados, de casos históricos e novas aplicações, desencadearia o surgimento de uma multiplicidade de produtos e usos que, ao se combinarem, têm gerado inúmeras novas utilizações importantes;

1990, teve lugar a “IV International Conference on Geotextiles, Geomembranes and Related Products”, na Holanda: note-se já a importância dos demais Geossintéticos sendo destacada neste evento;

1992, o “Seminário sobre Aplicações de Geossintéticos em Geotecnia – Geossintéticos 92” em Brasília;

1994, a “V International Conference on Geotextiles, Geomembranes and Related Products”, em Cingapura, com a presença de mais de 750 especialistas de todo o mundo;

1995, o “2o Simpósio Brasileiro sobre Aplicações de Geossintéticos”, em São Paulo;

1998, foi introduzido oficialmente o termo Geossintéticos na realização da “VI International Conference on Geosynthetics”, nos EUA e a criação da “Associação Brasileira de Geossintéticos – IGS-Brasil”;

1999, o “3o Simpósio Brasileiro sobre Geossintéticos / 1o Simpósio Sul-americano de Geossintéticos”, foram realizados no Rio de Janeiro.

Fontes

http://www.geossinteticos.org.br/pdf/Apostila%20-%20CBG.pdf

Faça um orçamento
direto pelo WhatsApp!
WhatsApp